Romeiros do Divino Pai Eterno devem se vacinar antes da Romaria de Trindade

Imunização contra a gripe Influenza e Covid-19 é recomendada pelo menos 14 dias antes para garantir proteção às pessoas que forem participar da festa

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES/GO), alerta a população para cuidados que devem ser tomados com a saúde para quem for participar da Romaria do Divino Pai Eterno de Trindade, de 28 de junho a 7 de julho. A recomendação é que as famílias procurem uma unidade de saúde de seu município para atualizar o cartão de vacinação, principalmente contra a Influenza e Covid-19, doenças respiratórias que tem transmissão potencializada em grandes aglomerações. O ideal é que a vacinação seja feita, no mínimo, 14 dias antes da viagem, para que a imunidade esteja ativa.

A superintendente de Vigilância em Saúde da SES/GO, Flúvia Amorim, faz um apelo para que as famílias cuidem dos mais vulneráveis, que são crianças e idosos. “São cerca de 3 milhões de pessoas esperadas na romaria deste ano e grande parte dessas pessoas são idosos. Precisamos cuidar de todas as formas possíveis e temos vacina para essas doenças. Se você é romeiro e vai se deslocar para Trindade, procure a sala de vacina para que você venha e volte com saúde e segurança”, reforça Flúvia.

O padre Marco Aurélio Martins, Reitor do Santuário-Basílica do Divino Pai Eterno em Trindade, conclamou os fiéis a se imunizarem. “Quero falar da importância da vacinação antes da Romaria. Estamos em um momento especial de preparação, mas por favor, não venha sem antes se vacinar. A vacinação é segurança e proteção pra você e sua família. Faça parte dessa história tão importante da Romaria, mas venha com segurança”, destacou.

Vacinas disponíveis
A vacinação contra a Influenza está liberada para toda a população a partir de 6 meses de idade desde o dia 2 de maio. A vacina monovalente XBB contra a Covid-19 está disponível para crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias dentro do calendário nacional de vacinação, adultos dos grupos prioritários e a partir de agora, para pessoas com mais de cinco anos que não pertençam aos grupos prioritários e que não tenham tomado nenhuma dose. Esse último grupo poderá tomar uma dose.

Até o momento, são registrados 3.226 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) em Goiás, sendo 320 por Influenza e 493 por Covid-19. Em relação aos óbitos por Influenza, é possível ver o impacto das doenças respiratórias para idosos e crianças. Dos 100 óbitos confirmados por Covid-19, 62 são de idosos acima de 60 anos e 12 na faixa de 50 a 59 anos. Dos 29 óbitos por Influenza, 12 são de idosos acima de 60 anos e 9 na faixa de 50 a 59 anos.

Foto: SES/GO

Secretaria de Estado da Saúde – Governo de Goiás

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15591