Caiado exalta crescimento do Agronegócio e faz defesa do setor durante abertura da 89ª ExpoZebu, em Uberaba

Governador de Goiás participou do evento neste sábado (27/4), em Minas Gerais; Goiás possui terceiro maior rebanho bovino do Brasil, que inclui mais de 94 mil animais da raça zebu e tem estande das potencialidades do estado na feira

O salto qualitativo na produção agropecuária da década de 1970 para os dias atuais e a contribuição do segmento para a balança comercial brasileira foram destacados pelo governador Ronaldo Caiado em seu discurso durante a abertura da 89ª edição da Exposição Internacional de Gado Zebu (ExpoZebu), em Uberaba (MG). Considerada a maior feira de raças zebuínas do mundo, deve atrair mais de 400 mil visitantes ao parque Fernando Costa e movimentar mais de R$ 300 milhões em negócios.

“O Brasil era importador de leite, de carne, de tudo. Neste momento, nós somos o maior fornecedor de proteínas de carne no mundo todo. Atualmente, temos safra que bate a dos americanos”, citou Caiado que, acompanhado da coordenadora do Goiás Social, primeira-dama, Gracinha Caiado, esteve na abertura oficial do evento, ao lado de criadores e autoridades. “Estamos superando as nossas dificuldades com a competência e a dedicação do nosso setor”.

O governador de Goiás apresentou números que sustentam sua defesa. “De 2012 até 2022, o Brasil não cresceria um ponto percentual no PIB se não fosse a agropecuária. O Brasil cresceu 2,9%; a agropecuária cresceu 15,2% em 2023”, destacou. O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, ratificou a fala de Caiado. “Quem tem sido carro-chefe nesse crescimento da economia brasileira é o agronegócio que tem batido recorde de produção de carne, de leite, de grãos, de etanol”, citou.

Números
O agronegócio goiano empregou mais de 1 milhão de pessoas em 2023, atingindo o maior patamar dos últimos 11 anos, de acordo com o boletim Mercado de Trabalho do Agronegócio em Goiás, publicado pelo Instituto Mauro Borges (IMB). O estado tem o terceiro maior rebanho bovino do país, com 24,4 milhões de cabeças registradas em 2022, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE). O plantel inclui mais de 94 mil animais da raça zebu registrados pela regional goiana da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, ressaltou a importância de “estarmos olhando para frente, caminhando juntos, fazermos dessa agropecuária a força da economia brasileira”. Ressaltou que esse desempenho não é fruto de uma só pessoa, entidade ou governo, mas um aglomerado de forças em diversas frentes. “É esse o grande segredo que o mundo não consegue entender. Nós não temos orçamento público para fazer os subsídios, subvenções e protecionismo que o mundo faz, mas nós temos competência. E é essa competência que nos diferencia”, defendeu Carlos Fávaro.

Senadora e ex-ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina lembrou o legado de todos aqueles que encamparam as lutas do segmento em outras épocas, citando o exemplo de Ronaldo Caiado. “Eu sei o que vocês fizeram lá no início para que a gente chegasse aqui hoje. Esses homens lá atrás batalharam muito, sofreram muito para que a gente pudesse chegar hoje, com esse setor equilibrado, gerando riqueza e renda para o nosso país”, ressaltou. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, também prestigiou a abertura da feira.

A feira
Realizada pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebus (ABCZ), a ExpoZebu chega à sua 89ª edição em 2024, com a expectativa de superar o faturamento gerado no evento anterior que foi de R$ 400 milhões, aproximadamente, firmando-se como uma das exposições mais aguardadas do setor agropecuário. A exposição destaca os avanços na genética zebuína, apresentando as mais recentes técnicas de reprodução, manejo de rebanhos e nutrição animal; palestras; workshops; e programação musical.

“É uma feira onde o material genético brasileiro brilha e a excelência da nossa pecuária está em evidência. E é com orgulho que eu digo, somos referência em genética bovina”, pontuou o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Gabriel Garcia Cid. “Temos motivos para comemorar nossa pecuária. O Brasil exportou mais de 2 milhões de toneladas de carne bovina in natura no ano passado. É um recorde histórico. Hoje é o maior exportador desta proteína”.

Até o dia 4 de maio, durante a feira, o Governo de Goiás contará com um estande que apresenta as potencialidades econômicas do estado, além de oferecer degustação de produtos do agronegócio goiano, como queijos, salames e vinhos finos. A participação atende a pedido do governador Ronaldo Caiado. A estrutura do estande foi pensada pela equipe da Secretaria da Retomada, como parte de um projeto de divulgação de Goiás para outros estados.

Os visitantes também terão a oportunidade de conhecer mais sobre os destinos turísticos de Goiás, como a rota dos Pireneus de ecoturismo (cidades de Corumbá, Cocalzinho e Pirenópolis), e o Caminho de Cora (de Corumbá de Goiás à Cidade de Goiás), entre outros. A programação ainda vai contar com oficinas de artesanato e presença de chefs de gastronomia da culinária goiana.

Fotos: Hegon Correa

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15619