Sobre oração Secreta

Bom dia!

Tópico 1: Oração sincera

Em Mateus 6:5, Jesus adverte contra a oração hipócrita, aquela que é feita para ser vista pelos outros, em vez de ser uma comunicação sincera com Deus. Ele instrui seus seguidores a evitar a ostentação e a busca por reconhecimento público ao orar. Esse ensinamento destaca a importância da sinceridade e da autenticidade em nossa relação com Deus. Quando oramos, devemos fazê-lo com um coração genuíno, livre de motivos egoístas ou a busca por aplausos dos outros. A verdadeira oração é uma expressão íntima do nosso relacionamento com Deus, onde compartilhamos nossos pensamentos, preocupações, gratidão e adoração de maneira sincera e despretensiosa.

Vivenciar essa verdadeira conexão com Deus na oração exige humildade e um coração disposto a se render diante d’Ele. É um convite para nos aproximarmos de Deus com autenticidade, reconhecendo nossa dependência d’Ele e confiando em Sua bondade e soberania. Ao cultivarmos uma vida de oração sincera, somos capacitados a experimentar uma intimidade mais profunda com Deus e a receber a Sua orientação e bênçãos em nossa jornada espiritual.

Tópico 2: Oração na intimidade

Além de nos alertar contra a oração ostensiva, Jesus oferece um modelo de oração em Mateus 6:9-13, conhecido como Oração do Pai Nosso. Este modelo destaca a importância da adoração a Deus, da submissão à Sua vontade e da confiança em Sua provisão. Ao nos dirigirmos a Deus como nosso Pai, reconhecemos nosso relacionamento pessoal e íntimo com Ele, onde podemos encontrar consolo, orientação e provisão para as nossas necessidades diárias.

Ao orarmos, somos convidados a entrar na presença de Deus com reverência e gratidão, reconhecendo Sua santidade e poder. A oração é uma oportunidade de nos rendermos à Sua vontade, confiando em Sua sabedoria e amor para guiar nossas vidas. Ao expressarmos nossas preocupações e necessidades a Deus, também renovamos nossa fé na Sua fidelidade e capacidade de cuidar de nós.

Portanto, a oração não é apenas um ato de comunicação com Deus, mas também um meio de cultivar um relacionamento profundo e significativo com Ele. À medida que nos dedicamos à oração íntima e sincera, somos transformados por Sua presença em nossas vidas, encontrando paz, força e direção para enfrentar os desafios da vida diária. Que possamos seguir o exemplo de Jesus, buscando a Deus em oração com sinceridade e devoção, experimentando assim a plenitude da vida espiritual que Ele deseja nos oferecer.

Diácono Túlio Vaz

Shalom! Shalom!

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15228