Religião

DEUS É O SEU SOCORRO?

images (15)

O Salmista declarou no Salmo 121.1,2: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.”

“Levantar os olhos” era um gesto de oração do povo judeu. Esse gesto expressava uma oração cheia de esperança, expectativa de ajuda e salvação no meio da luta e dificuldade.

Durante um período da história de Israel os lugares mais altos (montes e colinas) tornaram-se verdadeiros centros de adoração aos ídolos. De forma que levantar os olhos aos montes, na verdade era perguntar se o socorro viria dos ídolos. O salmista responde de forma negativa para essa possibilidade. O socorro vem de Deus.

Quantas vezes no meio das dores buscamos os “ídolos” para nos socorrer. Queremos que o cônjuge, os filhos, os pais, os amigos, o gerente de banco, o político, o presidente, o pastor, o padre, o guru e tantos outros sejam o nosso socorro. Pior, lançamos sobre eles toda a nossa confiança. E não é à toa que não conseguimos nada e nos decepcionamos. O salmista nos ensina a ir a Deus.

O maior problema é que não estamos indo a Deus como a nossa PRIMEIRA E ÚNICA opção. Depois de lutarmos muito e de esgotarmos todas as nossas opções, por vezes vamos a Deus, e ainda assim, somos tão orgulhosos e prepotentes que talvez NUNCA O consideremos.

Assim como o salmista, precisamos de ajuda, de auxílio, de orientação, de “norte”, de certezas, de “chão” para o nosso viver. Mas a pergunta é: para quem estamos indo? Se nós não formos para Deus, não teremos socorro para nada.

Faça de Deus o seu socorro!

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar