Unidade Prisional de Novo Gama será entregue ainda este ano e reforçará segurança no Entorno do DF

Região também ganha novo batalhão da PM e investimento recorde em equipamentos, armamentos e viaturas

O Entorno do Distrito Federal (DF) ganhará, em breve, mais um instrumento de garantia e ampliação de segurança à comunidade. A Unidade Prisional Regional (UPR) de Novo Gama será entregue no segundo semestre de 2024 e terá como foco desafogar o sistema carcerário da região. A estrutura, hoje com 82% de obras executadas, terá capacidade para 300 detentos, seguindo protocolos adotados em presídios de segurança máxima.

A UPR de Novo Gama está situada em um terreno de 40 mil metros quadrados, com área construída de mais de 5,6 mil metros quadrados, sendo dois alojamentos divididos por um muro central. A obra é executada pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), em conjunto com a Diretoria-Geral da Polícia Penal e sob a supervisão da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

De acordo com o governador Ronaldo Caiado, o valor de R$ 17,8 milhões empregado na construção se soma a um investimento recorde do Governo de Goiás na região. “Em Goiás, bandidos sabem que tem o rigor da lei. Aqui, penitenciária não é parque de diversão”, frisa. “Um dos princípios que nos deram governabilidade foi respaldar o trabalho das tropas de segurança. Nossos policiais prestam um serviço de excelência”, destaca.

Desde 2019, o Estado destinou mais de R$ 108 milhões para ações de segurança pública no Entorno. Alguns exemplos são a instalação da 20ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) em Formosa, e a recente transformação da 11ª Companhia Independente (CIPM) em Batalhão (52º BPM), em Santo Antônio do Descoberto. Juntos, os municípios de Luziânia, Formosa e Águas Lindas receberam também R$ 38,7 milhões em viaturas e equipamentos.

O Corpo de Bombeiros executou obras nas unidades de Luziânia, Valparaíso, Santo Antônio do Descoberto e Novo Gama, somando R$ 5,8 milhões, e investiu mais R$ 1,1 milhão em viaturas. Ainda, estão em pleno funcionamento as novas unidades prisionais de Planaltina de Goiás e Águas Lindas de Goiás. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 45 milhões em estrutura e aquisição de equipamentos nos dois espaços, que ofertam 688 vagas.

Ações para mudar cenário
A região do Entorno do DF já foi considerada uma das mais perigosas do Brasil. Levantamento de 2013 do Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) apontava os municípios de Luziânia, Valparaíso de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, Cristalina e Águas Lindas de Goiás na lista das 70 cidades mais violentas do país. Já outra pesquisa, de 2017, desta vez do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostrava Luziânia e Novo Gama no ranking das 30 localidades mais violentas em território nacional.

Com a inserção de mais viaturas e policiais nas ruas, ações preventivas e ostensivas, além do reforço com patrulhamento tático do Batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam) na região, o Entorno obteve, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), redução superior a 80% nos índices de criminalidade. “Temos a melhor segurança pública, somos referência e continuaremos mostrando esses resultados”, conclui o titular da pasta, Renato Brum.

Unidade prisional de Novo Gama terá quatro alas com 75 vagas em cada, além de áreas administrativas, de saúde, de segurança, de manutenção e vivência coletiva – Foto: Goinfra

Secretaria da Comunicação – Governo de Goiás

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15591