Pesquisa indica que aumento do diálogo na educação melhora autoeficácia e bem-estar dos estudantes

Governo de Goiás, por meio da Seduc e em parceria com o Instituto Ânima, oferece formação continuada para que professores fortaleçam vínculos e apoiem os alunos na construção de seus projetos de vida

Uma pesquisa inédita conduzida pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc/GO), em parceria com o Instituto Ânima, revelou que a comunicação aberta de pais e professores com os alunos contribui com a saúde mental dos estudantes e, portanto, com a perspectiva de propósito na vida escolar. A interação fortalece o vínculo e altera positivamente a maneira como os jovens veem a educação. Mais de 72 mil alunos, o equivalente a 35% dos matriculados na disciplina Projeto de Vida, e cerca de 1.000 professores dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio das escolas estaduais participaram do levantamento.

A pesquisa “Harmonia transformadora: clima escolar, competências socioemocionais e o despertar do propósito dos estudantes” aponta, ainda, que uma estratégia para construção de projeto de vida precisa partir de um ambiente seguro, acolhedor e estimulante, com indivíduos psiquicamente fortalecidos. Os dados coletados em Goiás revelam uma correlação direta entre o clima escolar e os indicadores de propósito de vida nas unidades escolares. Estudantes que vivenciam bullying e dispõem de uma rede de apoio limitada enfrentam maiores desafios ao planejar seu futuro e ao desenvolver projetos de vida.

Em Goiás, 29% dos estudantes apontaram que o fato de ter dificuldade com os estudos afeta a sua saúde mental. Por outro lado, só 16% conhecem “totalmente” os recursos disponíveis para apoiá-los nesta área. Os dados mostram que, para que possam ajudar seus estudantes em questões emocionais e na tomada de decisão sobre seus projetos de vida, os professores precisam, primeiramente, dispor de recursos para lidar com os próprios desafios emocionais.

Os docentes com quem os estudantes se sentem confortáveis para compartilhar suas preocupações emocionais demonstram níveis de autoeficácia, apoio social e bem-estar mental aproximadamente 10% superiores em comparação àqueles com quem os estudantes percebem que não podem se abrir. “A formação específica de professores para apoiar os estudantes a desenvolverem competências socioemocionais e, consequentemente, seu projeto de vida é uma das políticas educacionais para avanço no cenário atual. O fortalecimento do professor nesses domínios é condição necessária para a melhora do clima escolar”, ressalta Daniele Paz, Diretora Executiva do Instituto Ânima.

Planos para o futuro
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) determina que as redes de ensino devem apoiar os estudantes na construção de seus projetos de vida ao longo do ensino médio, enfatizando a importância de integrar o autoconhecimento e o planejamento futuro para promover a formação integral dos alunos. A secretária estadual de Educação de Goiás, Fátima Gavioli, diz que a administração já atua para colaborar para que os estudantes desenvolvam cada vez mais autoconhecimento e outras competências. “São ferramentas imprescindíveis para que crianças e adolescentes se transformem em cidadãos plenos, independentemente da carreira que escolherem.”.

Para atender a esta demanda, o Instituto Ânima e a Seduc/GO ofertam um programa de formação continuada para professores por meio de cursos de aperfeiçoamento e de cursos de especialização em educação contemporânea, com ênfase em competências que associam o desenvolvimento pedagógico e socioemocional dos professores cursistas de maneira a contribuir para o bem-estar e a saúde mental do coletivo escolar.

Desde 2023, o Instituto Ânima já disponibilizou 1.500 bolsas de estudo para docentes que atuam na rede pública estadual de Goiás para o curso de Educação Contemporânea com ênfase em Projeto de Vida e Tecnologias Digitais, além de especializações sobre Coordenação Pedagógica destinadas aos coordenadores. A formação tem carga horária de 380h, com aulas síncronas semanais, além de uma comunidade de aprendizagem dedicada, e atividades assíncronas específicas de cada temática cursadas ao longo um ano.

Foto: Seduc

Secretaria da Educação – Governo de Goiás

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15591