Cronograma de trabalho da duplicação da GO-213 é antecipado

Frentes de serviço trabalham na supressão vegetal e terraplenagem e já se programam para o início da restauração de trechos críticos entre Caldas Novas e Morrinhos

As obras de duplicação e restauração da GO-213, entre Caldas Novas e Morrinhos, estão com ritmo acelerado, com o término do período chuvoso. O empreendimento, com extensão de 48 quilômetros e investimento total de R$257.688.372,21 do Tesouro Estadual, está com os serviços de supressão vegetal em andamento e as obras de terraplenagem já avançadas entre os entroncamentos da GO-139 (acesso a Piracanjuba) e GO-507 (acesso a Rio Quente).

Os trabalhos, realizados pelo Governo de Goiás – por meio da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes – e o Exército Brasileiro (2º Batalhão Ferroviário), refletem na antecipação do cronograma da obra. A restauração de parte da pista existente da GO-213 neste trecho, prevista inicialmente para o segundo semestre, será executado a partir de maio. De acordo com o presidente da Goinfra, Santos Filho, a antecipação será possível em razão dos trabalhos desenvolvidos em múltiplas frentes de serviço simultâneas.

“Iniciamos os trabalhos aproveitando as janelas de sol do período chuvoso e fomos capazes de avançar na terraplenagem, recuperação de sub-base pré-existente, supressão de vegetação em faixas de domínio e remoção de pedras. Tudo feito de acordo com parâmetros ambientais e acompanhamento de especialistas da Goinfra e do Exército”, destaca o presidente da Goinfra.

Santos Filho acrescenta que “a antecipação na instalação da usina de asfalto e a mobilização da força de trabalho para a restauração permitirão ao Exército iniciar a recuperação da pista nos oito quilômetros mais próximos de Caldas Novas ainda em maio. O bom andamento das obras nos permite avançar ainda mais”.

Além da duplicação e da restauração na GO-213, a Goinfra realiza a manutenção rotineira em todo o segmento, fornecendo melhores condições de trafegabilidade enquanto as obras acontecem.

Meio ambiente
No trabalho de supressão vegetal, equipe multidisciplinar que inclui biólogos e engenheiros florestais do Exército e da Goinfra garante o bem-estar animal e a mitigação de impactos ambientais. Espécies de animais são resgatados por especialistas e devolvidos à natureza em áreas de soltura situadas nas proximidades do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN).

O presidente da Goinfra reforça que o respeito às condicionantes ambientais e princípios de sustentabilidade são prioridades. “Destacamos pessoal habilitado e especializado para garantir que a riqueza da biodiversidade daquela região seja respeitada e devidamente protegida. Para isso, temos apoio de equipes do próprio Exército Brasileiro e de biólogos do PESCaN, destacados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), envolvidos nesta importante missão”, conclui.

Fotos: Silvano/Goinfra e 2º Batalhão Ferroviário/Exército Brasileiro

Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes – Governo de Goiás

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15304