Daniel Vilela responde a Marconi e menciona prisão do ex-governador

O embate político entre o vice-governador Daniel Vilela (MDB) e o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) atingiu novos patamares após declarações contundentes de ambos os lados. Em resposta aos ataques proferidos por Perillo, que alfinetou o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) relacionando-o ao caso do assassinato de Fábio Escobar, Vilela não poupou palavras ao acusar o tucano de ter “sangue nas mãos”.

A troca de farpas se intensificou após as declarações de Marconi em um evento do PSDB, onde afirmou estar disposto a debater sua ficha em uma possível disputa eleitoral em 2026. A resposta de Vilela veio através de uma nota oficial, na qual destacou a responsabilidade do ex-governador em questões de saúde pública e o mencionou explicitamente pela prisão em 2018, em decorrência de desdobramentos da Operação Lava Jato.

O embate político não se limitou apenas a questões pessoais, estendendo-se à comparação das gestões de Marconi e Caiado em Goiás. Vilela enfatizou os avanços na saúde e na segurança pública durante a gestão de Caiado, contrastando com a situação anterior em que, segundo ele, o estado enfrentava problemas de controle nos presídios e enfrentava ações de facções criminosas.

Além disso, o vice-governador se posicionou quanto às investigações relacionadas ao caso Fábio Escobar, destacando que nenhum integrante do governo está envolvido e ressaltando a autonomia da Polícia Civil no processo investigativo. 

Compartilhe seu amor
Alan Ribeiro
Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 15228