Economia

Goiás bate recorde na produção de grãos na safra 2019/2020

images (11)

Destaque foi para a produção de soja, milho e sorgo. Arroz e feijão também tiveram aumento na produção

Do Mais Goiás 

O estado de Goiás bateu recorde na produção de grãos na safra 2019/2020, de acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O destaque do período foi a produção de soja, milho e sorgo.

Os dados foram divulgados na última quinta-feira (10) e mostram que houve u, crescimento de 8,9% com relação à safra 2018/2019. Os motivos do crescimento, segundo a Conab, foram o aumento de 7,2% da área plantada, chegando a 6,07 milhões de hectares, e de 1,5% da produtividade, o que gerou 4.535 quilos por hectare.

O crescimento em Goiás acompanhou um registro histórico na produção em todo o país. Na safra 2019/2020, o Brasil produziu 257,8 milhões de toneladas no total, o que representa um aumento de 4,5% com relação ao período anterior.

Os principais destaques foram das culturas de soja e milho. Foram produzidas 13,1 milhões de toneladas de soja e 12,6 milhões de toneladas de milho na safra. O estado é o terceiro maior produtor das duas culturas no país. Além disso, a produção de sorgo aumentou 10,9% com relação à safra passada e chegou a 1,09 milhões de toneladas.

E o arroz?

Os números mostraram ainda que a produção de arroz também subiu no estado. Foram colhidas 120,4 mil toneladas do cereal nesta safra, o que representa um aumento de 6,9% com relação a 2018/2019. Outra cultura que cresceu foi a do feijão, que produziu 332,8 mil toneladas, 9,3% do que o período anterior.

Apesar do aumento da produção, o preço do arroz não deve diminuir. De acordo com o secretário Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Antônio Carlos de Souza Lima Neto, o estado não é autossuficiente nessa produção. Ele afirmou ainda que o governo do estado tem trabalhado para melhorar a oferta interna e o abastecimento.

“Muito tem sido questionado sobre os preços praticados ao consumidor, sobretudo no arroz, mesmo diante dos altos índices de produção alcançados no País. Embora boa parte do arroz consumido venha de outros Estados e até de outros países, e do câmbio favorecer a exportação nacional de arroz, o Governo de Goiás trabalha para aumentar a produção no Estado e garantir maior oferta”, disse Antônio.

O secretário destacou também que está trabalhando em políticas públicas para auxiliar a agricultura familiar, cuja produção é quase toda destinada ao consumo interno. Uma das medidas anunciadas é o Programa de Aquisição de Alimentos Estadual (PAA).

“O Estado quer exportar, mas sem deixar de lado o nosso cidadão, que precisa de alimento de qualidade na mesa, e que também se beneficia desse comércio internacional”, ressaltou.

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar