Artigo

Caroline Santana: Banho de cachoeira

Foto 3

Em um passado não tão distante ele era o professor que merecia ganhar chocolates no aniversário. Agora no momento atual com outras atribuições, ele ainda merece ganhar chocolates e talvez outros presentes. Um banho de cachoeira, quem sabe? Para começar fluindo em seu novo ano particular. Alguém que revolucionou o mundo desde o princípio, agora muito mais quando adotou para a vida um estilo próprio e propício ao que a alma solicita.

Conviver com a natureza é um presente, mas poucos usufruem dessa possibilidade. Ela pode estar a poucos metros de distância quando escolho caminhar no parque ao invés de adentrar um espaço fechado como a academia. Ela pode estar distante também para que possamos nos habituar a visitá-la de vez em quando com passeios e meditações. O som dos pássaros, o ruído dos animais junto com a queda d’água nos aproxima da mãe natureza com tal frequência que basta isso para relaxar e tranquilizar.

Em pleno setembro com temperaturas elevadas, tempo seco, as pessoas curtem mais ouvir essa sinfonia no final de semana do que qualquer outra. Quero te dar um banho, mas não é de chuveiro. Cada gota que cair no seu corpo o fará ter serenidade, conquistar a cura dos pensamentos e coração, bem como será para aliviar a alma. A técnica da apometria mesmo permite harmonizar nossa espiritualidade com o som e a entrada na cachoeira. A água é definida como santo remédio.

No banho serão trabalhados os sentimentos de amor, perdão, arrependimento e gratidão. Só por estar ali já somos gratos infinitamente por nos proporcionar a maravilha do mergulho, dos aprendizados e alinhamentos dos chacras e tanta coisa boa. Ao avistar o pôr-do-sol percebo que o céu é o espetáculo mais grandioso e de sentido da vida que podemos obter. Seu corpo suave e inebriante já está molhado de prazer. O toque da água na pele e as gotas que escorrem por cada membro são puro frenesi.

São devaneios de um dia de sorte e tão bom. Na caixa de som ao longe não poderia faltar a voz de Paul David Hewson, ou mais conhecido como Bono Vox. A sensação do banho de cachoeira é a mesma do clipe “Beautiful Day” quando a banda está abaixo do avião. O frio na barriga quando a água percorre o corpo, os medos e bloqueios saindo com a entrada na cachoeira e a vida que só nós permitimos viver. Não há nada melhor e mais constante. Um dia leve, uma vida feita com escolhas e vozes boas no ouvido. O movimento é suave e devagar. Vejo casais nas pedras aproveitando o fluxo. Outras pessoas ao longe deitadas na mata. E muitas querendo desfrutar de momento tão simples. Se de dia, o sol imponente traz seu brilho, a noite colorida é seu manto.

Cada pedra que tem a oportunidade de ser moldada pela água é grata pela vida. Talvez a que nunca possuiu ou nem pensou por não ter essas possibilidades. Mas ela não existe ali naquele ambiente sem uma frequência ou sentido. Todos os aspectos da natureza caminham juntos para nos lembrar de que tudo passará se estivermos juntos. Toda pandemia passará. Todos os problemas passarão. Um banho de cachoeira é muito mais do que limpeza para um novo ano.

Se ele for tomado constantemente, principalmente às quartas-feiras, com o processo da apometria, cada aspecto que precisa de cura será trabalhado até o firmamento. Claro que se escolheu o final de semana após uma trilha, o trabalho cansativo ou a folga merecida também são ocasiões de agradecimento. Toda experiência vale a pena. E o banho!Foto 2

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar