Opinião

Júlio Paschoal: Pontos fora da Curva

FB_IMG_1582980533906

Há decretos governamentais em curso, tomados muito mais em razão da fraca estrutura hospitalar do País, para tratar o Coronavírus, do que pela sua letalidade. Nos primeiros quinze dias a paralização geral foi correta. No entanto o fato dos governadores não terem considerado os argumentos das entidades civis representativas, de reabrir as empresas de forma gradual e obedecendo a critérios rígidos, para evitar a contaminação e a propagação do vírus, pode colocar tudo a perder.
O fato dos recursos disponibilizados pelo governo federal, ainda não terem caído na conta das empresas para pagar seus colaboradores e também por não ter caído os recursos nas contas de autônomos, informais e microempreendedores individuais, está levando de uma forma e de outra a quebra do isolamento social. Penso que é preciso rever alguns pontos dos decretos, enquanto é tempo, caso contrário perderão o controle, independente de ter ou não o respaldo da Rede Globo ou de outro veículo de comunicação no país. A garantia da saúde e da Vida, é muito importante, mas não se deve descolar essa preocupação da economia. O caos econômico tende a agravar ainda mais a situação haja vista que sem empregos e renda, ninguém irá a lugar algum. O equilíbrio e o bom senso deve prevalecer no lugar do radicalismo.

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar