Viagens

Aeroporto de Goiânia é apontado como o melhor do Centro-Oeste

aeroporto
Foto: Johann Germano/Sagres On

Uma pesquisa de satisfação aponta que o Aeroporto Santa Genoveva em Goiânia é o mais bem avaliado da região Centro-Oeste na categoria geral, ficando até à frente do Aeroporto de Brasília. De acordo com o levantamento, o terminal da capital goiana recebeu nota 4,54 na Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário do 4º trimestre, realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura. Na categoria de até 5 milhões de passageiros por ano, o terminal ficou acima da meta de 4,0 pontos, definida pelo Governo Federal, e acima da média para a categoria, que foi de 4,50.

O Aeroporto de Goiânia foi avaliado em 32 indicadores, sendo 31 de processos aeroportuários e um de satisfação geral. Os principais destaques foram nos quesitos:

– cordialidade e prestatividade dos funcionários da inspeção de segurança (4,67);

– disponibilidade e qualidade das informações nos painéis de voo (4,53);

– disponibilidade de assentos na sala de embarque (4,59);

– sensação de segurança nas áreas públicas do aeroporto (4,67);

– limpeza geral do aeroporto (4,74);

– conforto térmico do aeroporto (4,66);

– qualidade da informação nos painéis das esteiras de restituição de bagagem (4,81).

“O nosso trabalho para garantir os melhores níveis de conforto e serviço aos passageiros é constante”, afirma o superintendente do Aeroporto de Goiânia, Antônio Erivaldo Salles. “O objetivo para as próximas sondagens é garantir ainda mais satisfação por parte dos passageiros e estamos trabalhando para isso, buscando mais opções de voos e, no momento, concluindo as adequações para a internacionalização do terminal”, acrescenta.

Com capacidade de atendimento de 6,5 milhões de passageiros por ano, o terminal goiano contabilizou 3.251.176 embarques e desembarques em 2019, um crescimento de aproximadamente 0,8% em relação a 2018, quando foram contabilizados 3.224.837 milhões de passageiros.

Atualmente, quatro companhias aéreas atuam no terminal: Azul, Gol, Passaredo e Latam. As rotas ligam Goiânia a destinos como Brasília (DF), Confins (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Guarulhos (SP), São Paulo (Congonhas), Campinas (SP), Palmas (TO), Salvador (BA), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Uberlândia (MG) e Barra do Garças (MT).

Rede Infraero

Pela primeira vez, desde que a Pesquisa de Satisfação do Passageiro começou a ser feita, todos os aeroportos da Infraero que integram o levantamento finalizaram o ano com, pelo menos, nota 4,0, nos quatro trimestres pesquisados ao longo de 2019.

Dentre os aeroportos da Infraero pesquisados, estão quatro terminais que foram leiloados em março do ano passado e transferidos, ou em processo de transferência, para operadores privados: Cuiabá (MT), Vitória (ES), Maceió (AL) e Recife (PE). Segundo o presidente da Infraero, Brigadeiro Paes de Barros, o resultado reflete o compromisso da empresa em realizar a transição para novos gestores com dedicação e profissionalismo, mantendo os melhores níveis na prestação de serviços aos passageiros.

“A pesquisa estimula uma competição saudável entre os aeroportos brasileiros, e tem refletido em melhores notas tanto para terminais da Infraero, como os privados. Em última análise, tem refletido em melhores serviços e infraestrutura para quem passa pelos aeroportos do País – nosso objetivo maior”, explicou Paes de Barros.

Pesquisa

A Pesquisa de Satisfação do Passageiro e de Desempenho Aeroportuário avalia trimestralmente os 20 aeroportos com maior movimentação no país, responsáveis por 87% do total de passageiros da aviação regular transportados no Brasil. O intervalo de confiança é de 95% e a coleta de dados é realizada por meio de entrevistas presenciais com passageiros nas salas de embarque e desembarque dos aeroportos pesquisados.

No quarto trimestre de 2019, a coleta de dados foi distribuída ao longo dos meses outubro, novembro e dezembro, totalizando 24.948 entrevistas. Desse total, foram realizadas 20.835 entrevistas com passageiros domésticos e 4.113 com viajantes internacionais.

Fonte: sagresonline.com.br

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar