Ipameri

Câmara de Ipameri homenageia José Francisco Lopes

IMG-20191015-WA0190

A Câmara Municipal de Ipameri realizou na tarde desta segunda-feira um Sessão Solene para homenagear o Senhor José Francisco Lopes, na oportunidade foi entregue ao homenageado a Medalha do Mérito Legislativo “Francisco José Dutra”.IMG-20191015-WA0191

Quem é José Francisco Lopes:

Natural de Ipameri, nascido aos 30 de outubro de 1932. Engenheiro aeronáutico Aeronaves ITA, no ano de 1958; Engenheiro de Segurança do Trabalho no ano de 1975. Pilot Civil da Ativa desde 1949, formado pelo Aeroclube de Ipameri. Atualmente CEO Advel Tecnologia e Comércio Ltda. Sócio Diretor da INNOFERM Tecnologia Ltda.
Possui as patentes Metal Restoration USPatent 5.012.800 – 1991; Restauração metálica PI 8900 1729 – 1994 e Novo Caminho de fermentação do Etanol, nº PCT/BR2013/000267 – 2012.
De 1954 a 1975 teve como principais serviços o Anteprojeto do Avião Bandeirantes; Gerente da ferramenteira do Brasinca Indústria Nacional de Carrocerias de aço; Gerente da Fábrica de montagens de Caminhões da Chrysler Coorporation do Brasil.
Nesse mesmo período, a JF Lopes Engenharia atuou na área militar como: Caixa diferencial inter-diferenciais para os caminhões militares 4×4 para TRANASA ENGESA – 1968; Desenvolvimento de projéteis em aço ao carbono de munição 50 polegadas para IMBEL – 1975; Anteprojeto do canhão de longo alcance de 12 polegadas para a IMBEL – 1975; Simulação da destruição da barragem de Itaipu – 1983.
Principais obras de 1975 até hoje, com as empresas próprias: – Aplicação da USPatent nº 5.012.800, em componentes de equipamentos pesados JF Lopes Engenharia; Advel Tecnologia e Comercio Ltda e Advel Power Service Ltda, nas áreas de: Petróleo, Nuclear, Usinas Hidroelétricas, Minerações, Cimento e Cal, Celulose e papel, Pontes, Ferrovias, Forjarias e Siderúrgicas e Açúcar e álcool.IMG-20191015-WA0192

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar