Solidariedade

Conheça a história que deu origem ao Setembro Amarelo

FB_IMG_1568487998567

Há muitos anos, Setembro é considerado o mês de combate ao suicídio. Mas poucas pessoas conhecem a história por trás dessa data.
Tudo começa em 1994, no Colorado, Estados Unidos, quando o jovem Michael Emme, garoto de 17 anos, cometeu suicídio dentro do Mustang 1968, carro que comprou e reformou para ser seu primeiro veículo.
Mike (apelido carinhoso) tirou a própria vida em frente de casa, dentro do carro, dias antes de completar 18 anos. Os pais, desesperados ao ver que o garoto disparou um tiro na própria cabeça, não conseguiam entender como não perceberam que ele não estava bem.
No velório de Mike, os familiares e amigos prepararam centenas de cartões amarrados com fitas amarelas. Dentro deles estava a mensagem: “Se precisar, peça ajuda” e telefones de várias pessoas. Esses cartões se espalharam por vários lugares dos Estados Unidos e em poucos dias os amigos e familiares de Mike começaram a receber ligações de pessoas que estavam pensando em dar cabo da própria vida.

E dessa forma nasceu a Associação Yellow Ribbon, que passou a conscientizar as pessoas em todo os Estados Unidos. Logo, esse movimento também ficou famoso no Brasil, e estabeleceu setembro, mês da morte de Mike, como época primordial de combate ao suicídio.

Texto – Joel Paviotti

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar