Ipameri

Ipameri 149 anos, em busca do progresso perdido

FB_IMG_1568289390697

O blog reproduz o artigo publicado na página de OPINIÃO PÚBLICA do Jornal Diário da Manhã edição de quarta-feira dia 11 de setembro. 

Antes de Tudo é preciso contextualizar que Ipameri foi a primeira cidade do estado de Goiás a contar com energia elétrica gerada no próprio município e uma das primeiras da Região Centro-Oeste do Brasil a contar com esse tipo de energia, antes mesmo da capital do estado. A Usina Hidroelétrica do Rio do Braço hoje desativada, recebeu máquinas importadas, especialmente da Alemanha e tornou-se, juntamente com o rio que a impulsiona, uma atração para o município.
Ipameri entrou em um período próspero nessa época, tornando-se uma das regiões mais ricas do estado. Foi quando, além de receber água encanada e energia elétrica, produzida na própria cidade a partir da Usina do Rio do Braço, foi fundado um dos primeiros jornais do estado, o primeiro sindicato rural, a primeira emissora de rádio (Rádio Xavantes) e o primeiro jóquei clube (Hipódromo Firmo Ribeiro), onde aconteciam competições de hipismo de nível nacional. O cinema, que também poucas cidades goianas possuíam, foi inaugurado com o nome de Cine Teatro Estrela.
Dada a situação econômica privilegiada da cidade, foi instalada a primeira agência do Banco do Brasil do estado de Goiás.

As principais atividades econômicas do município são a agricultura e pecuária. Possui também um comércio variado e passa por um recente processo de industrialização (agroindústrias).
Devido a mudança do modal ferroviário para o rodoviário e com as rodovias que cortavam o município serem ainda sem pavimentação houve entre 1964 e 1983 praticamente um retrocesso econômico e social, situação que paralisou e começou a ser recuperada a partir da implantação da UEG e da instalação de uma unidade da empresa Caramuru, gerando oportunidades de empregos, renda e formação cultural para sua gente. Após a Caramuru outras empresas também aportaram como o Grupo Tucano e a Renovar Óleos vegetais (ambas voltadas a reciclagem e à preservação do meio ambiente). Recentemente graças ao então Bispo D. Guilherme Werlang uma unidade do Instituto Federal Goiano foi instalado onde havia funcionado um campus da UCG, e é projeto desvincula-lo de Urutaí e torná-lo autônomo. Nos últimos seis anos graças a capacidade gerencial da atual prefeita Daniela Vaz Carneiro o município tem retomado de forma consistente o desenvolvimento, em seu governo dentre outras o município recebeu a ampliação da Caramuru, a implantação do polo de logística da Gazin, uma empresa de artefatos de concreto, dando oportunidade de empregos diretos e indiretos para mais de 2 mil pessoas. Contudo o diferencial é à atenção dispensada a população nas áreas de saúde e assistência social, cuidar das pessoas é a grande preocupação da prefeita Daniela e de sua equipe.
Nesta data, 12 de setembro de 2019, em que se comemora 149 anos de emancipação política e administrativa do município de Ipameri venho externar meus sinceros cumprimentos a todos cidadãos de Ipameri, de nascimento ou de coração e também o agradecimento pelo que todos fazem pelo engrandecimento de Ipameri.

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar