Esportes

Frank Willians e Lewis Hamilton em Silverstone

800

Hamilton faz Frank Williams sorrir em “inesquecível” volta rápida em Silverstone
Lewis Hamilton viveu um momento único ao lado de um dos maiores nomes da história da Fórmula 1. Em vídeo divulgado na manhã deste domingo (14), o pentacampeão mundial completou duas voltas em Silverstone ao lado de ninguém menos que Frank Williams, que comemora 50 anos de envolvimento com a F1. Uma experiência marcante para os dois. Frank revelou que “há muito tempo” não completava uma volta na pista
Uma volta rápida muito especial para marcar uma ocasião muito especial para um homem muito especial. Foram com tais palavras que a Williams publicou, na manhã deste domingo (14), um vídeo que traz, lado a lado, dois dos maiores nomes da Fórmula 1 em todos os tempos. Lewis Hamilton, no auge e pentacampeão mundial, acelerou por duas voltas em Silverstone e teve como carona ninguém menos que Frank Williams, que comemora os 50 anos de envolvimento com o Mundial. Um momento que proporcionou sorrisos e muita emoção aos dois.

O carro usado nas voltas rápidas foi um Mercedes-AMG S 63 Cabrio. Com ele, Hamilton teve ao seu lado o icônico Frank Williams, o último garagista da F1.
Antes de sair para a pista, Claire Williams, filha de Frank e chefe-adjunta da equipe que leva seu sobrenome, brincou com Lewis. “Há pouco estávamos dizendo que meu pai tem duas voltas para te convencer a vir para a Williams. Você deve estar cansado de tantas vitórias, venha ver o que você pode fazer com nosso carro”, disse.

Ao longo das voltas rápidas marcadas por muito sorriso entre os dois e também velocidade, Frank contou a Hamilton que “fazia muito tempo” que não tinha a chance de completar uma volta em Silverstone.

A caminho dos boxes, já no fim da experiência marcante envolvendo os dois, Hamilton fez o popular zerinho: “Você é um hooligan”, brincou Frank. “Foi muito divertido, muito inesquecível, Lewis. É algo que vai ficar na minha mente por muito tempo. Você é uma estrela”, exaltou o lendário Frank Williams.

 

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar