Solidariedade

Existem pessoas boas, boas de verdade! Talvez sejam anjos…

images (8)

Existem pessoas boas. Boas de verdade. Pessoas que não se contaminam e sabem segurar nossa mão como seguram seu mundo.

Pessoas assim além de sua generosidade não destilam falsidade, não destilam veneno.

Elas nos notam, nos acomodam, sorriem de um jeito diferente. Jeito de quem nos entende e sabe que podemos contar nas horas boas e ruins.

Existem pessoas que transcendem o espaço, a vida, transcendem tudo em prol do bem. Elas vivem em outra esfera, vivem de um modo mais profundo e menos ressentido.  Elas sabem distribuir carinho, gentileza. Não usam de aspereza e sabem muito bem lidar com a cartilha da vida.

Essas pessoas, não nos consomem, pelo contrário: somam, multiplicam são raízes que se fincam e ficam. Tornam-se especiais e frondosas.  Onde a gente se achega e descansa debaixo daquela quantidade imensa de paz e luz.

Elas dão frutos, dão flores, nos trazem mais cor durante a palidez de alguns dias.

Elas, nos ensinam, nos corrigem, não nos delimitam. Suavizam nosso caminho por vezes machucado ou sofrido.

Mostram-nos a nossa capacidade de evoluir, de sermos pessoas melhores e de transformar tudo à nossa volta.

Existem pessoas que não tem idade na alma. Que o semblante mostra a que veio sem precisar de espelho. Tudo nelas reflete o que o coração precisa sentir.IMG-20190713-WA0030

Talvez sejam anjos, talvez sejam espíritos muito mais evoluídos. Talvez sejam missionários que aqui estão para nos ensinar a ter mais paz e humildade. Estão aqui para servirem de ponte para que possamos encontrar um lugar melhor para descansar de nossos cansaços.

Fonte: O Segredo

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar