GENTE QUE FAZ

Gente que faz: Jânio Pacheco

IMG-20190506-WA0081

Jânio Pacheco nasceu  em 14 de novembro de 1960 na cidade de Ipameri-Go e tem como pais o Sr. Arnolfo Pacheco e Doralice Ribeiro Pacheco. Seu pai produtor rural e sua mãe do lar. Tem como irmãos Jair, Jaime, José, Ladomi, Jairo, Jacildo, Jailson, Juraci e Ana Maria. Por parte de pai tem ainda como irmãos Ilma Maria, Deneir, Denise, José e Maria Aparecida.
Cursou o primário no Colégio Dom Bosco, cursando a 5º série no Colégio Professor José Pio de Santana e 6º, 7º e 8º no Colégio professor Eduardo Mancini.
Em 1978 mudou para Ribeirão Preto-SP onde permaneceu até os meados de 1980 lá cursou o Técnico de Química na UNAERP. Trancou a matricula no último ano, voltou para Ipameri, juntamente com sua mãe que já estava doente retornando aos estudos no Colégio CEPEM onde concluiu 2º Grau.
Conheceu sua esposa Eliana Pimenta, e se casou em 24 de Dezembro de 1981, tendo três filhos Marnnen, Laianne e Brunna.  No dia 24 de fevereiro de 1982 começa a trabalhar na CELG, na Usina do Vai-Vem a 30 Km de Ipameri. Em 1986 pede transferência para Ipameri sendo lotado da Sub Estação  onde ficou até se aposentar na função de Operador. Em 1988 foi eleito Vereador pelo PMDB sendo o terceiro mais votado, em 1992 foi reeleito pelo PTR sendo o décimo mais votado, 1996 foi eleito pelo PSDB sendo o quinto mais votado, em 1997 foi secretario de Obras e Transportes por oito meses e de 1998 à  2000 foi presidente da Câmara Municipal, em 2000 disputou a Vice-Prefeitura numa coligação com o PTB do candidato a prefeito Dr. Wilson Geraldo Sugai.
Em 22 de outubro de 2000, nasceu a primeira neta Eduarda Vitória. Em 2002 foi candidato a Deputado Estadual pelo PL onde obteve 1589 votos,  e 2004 foi canditado a vereador do PL ficando em quarto lugar.
Em 2007, nasce seu neto João Pedro Pacheco
Em 2012 nasce a terceira neta Isadora pacheco Vaz.
Em 2013 nasce a quarta neta Valentina Pacheco.
Foi novamente secretario de obras na 1° gestão da prefeita Daniela Vaz Carneiro, demonstrando sua capacidade de serviço, novamente se candidatou a vereador sendo o 3° bem mais votado. Assumiu novamente a presidencia da câmara Municipal.IMG-20190506-WA0060Jânio,  Eliana e as filhas Laianne e Brunna

Em 2018 gahou mais um membro da fámilia, seu bisneto Leonel Pacheco Marra.

Tem como características marcantes a honestidade e a humildade, perfil moderado e conciliador.

A trajetória de Jânio Pacheco que está em seu sexto mandato, exerceu a presidência da Câmara por dois  períodos de 98/2000 e de 2016/2017, tendi no primeiro mandato iniciado a reforma do prédio do legislativo ipamerino. Como secretário de infra-estrutura no primeiro governo da prefeita Daniela Vaz Carneiro contou com total apoio da prefeita na resolução dos problemas e nas atividades de sua pasta. Sem o qual não teria conseguido realizar na zona rural a reforma e ou implantação de 100 pontes e bueiros, recuperação e iluminação das pontes da Boa Vista, da Vila Domingues e da Várzea. Também executou a limpeza de 50 bueiros, o cascalhando e o patrolamento no Assentamento Olga Benário. O município  de Ipameri tem quase 5000 mil km quadrados, muito já foi feito, muito ainda precisa ser feito, e em razão disso Jânio Pacheco não se cansa de buscar dias melhores para as pessoas de Ipameri. gazin1Jânio na preparação do terreno da Gazin

prefJânio, a prefeita Daniela, equipe da secretaria de infraestrutura e produtores na inauguração da Ponte sobre o Ribeirão Santa Bárbara.

IMG-20190429-WA0064Jânio Pacheco e sua esposa Eliana

Por seu trabalho e por toda a sua trajetória é que o Blog do Alan Ribeiro destaca o Vereador Jânio Pacheco como “Gente que faz”. 

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar