Policial

Servidores do presidio de Pires do Rio evitam entrada de maconha na unidade

crop (1)

Servidores da Unidade Prisional (UP) de Pires do Rio, pertencente à 4ª Regional Prisional Sudeste da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap), evitaram a entrada de maconha no presídio, na última segunda-feira, dia 15. A droga estava misturada em uma quantidade de fumo e seria entregue a um reeducando do local. A droga foi encontrada em meio aos materiais deixados na Cobal (dia em que familiares e amigos levam alimentos e produtos de higiene aos reeducandos do presídio).

De acordo com o diretor da UP, Reginaldo Oliveira, agentes plantonistas descobriram o ilícito no momento em que realizavam procedimento de revista nos mantimentos deixados no presídio.  Ocasião em que identificaram a droga misturada em uma quantidade de fumo.

De imediato  foram tomadas as medidas legais e realizados os devidos procedimentos operacionais por parte dos servidores, com base na aplicação da Lei de Execução Penal.

Segundo o diretor regional, Leopoldo Coelho, o rigor nos procedimentos operacionais tem resultado em bons índices de apreensões de materiais ilícitos e não permitidos nos presídios goianos, inibindo assim, o número de transgressões.

A mulher que levou a droga até o local é amiga do detento que receberia o material, e foi conduzida à Delegacia da Polícia Civil do município, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. Ela responderá por tráfico de drogas conforme a lei 11.343, de 2006. A droga encontra-se à disposição das forças policiais para as providências cabíveis.

Comunicação Setorial Dgap

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar