Política

11 Deputados estaduais assinam documento propondo a convocação de PMs do Cadastro Reserva 2012

IMG-20190402-WA0012

Concurso – De iniciativa dos Representantes do Cadastro de Reserva do Concurso Público da PM/GO 2012, 11 deputados assinaram Ofício proposto pelo Deputado Major Araújo solicitando a convocação do Cadastro de Reserva em conformidade com as condições socioeconômicas do Estado de Goiás.

Através da visita dos pastores Silvan Santos, Josiel, Gilmar Carvalho, Gesso e Darley que explanaram a situação do concurso, o Governo se posicionou de forma positiva através do Vice Governador Lincon Tejota, que informou estar em trâmite e no cronograma do Estado a solicitação, e que aguardam estabilidade financeira para que possam iniciar o processo de convocação, reafirmou que o interesse do Governo é trazer mais segurança para Sociedade e atender e dar uma solução para essa situação.

Deputados que assinaram a proposta: Delegado Humberto Teófilo, Delegado Eduardo Prado, Adriana Accorsi, Coronel Adailton, Major Araújo, Bruno Peixoto, Álvaro Guimarães, Alysson Lima, Paulo Trabalho, Amauri Ribeiro e Pastor Jeferson Rodrigues.

Trechos do Ofício – É notório que o quadro da PM está “defasado”, girando em torno de 13.8 mil policiais. Isso faz com que a capacidade de atendimento à comunidade e a busca ostensiva pela segurança pública diminua muito e para suprir a necessidade da Polícia Militar e da sociedade a convocação do cadastro de reserva do concurso público possui a segurança jurídica necessária para que o Estado proceda com as convocações, e com a recuperação fiscal o Estado certamente terá condições de fazer a convocação de forma “escalonada” no decorrer dos anos subsequentes até que zere todo cadastro de reserva, e que representa a forma mais rápida, célere e ágil de aumento de efetivo da corporação à curto e longo prazo até a realização de um novo Concurso Público na Instituição com vistas ao combate à criminalidade e converge para o interesse público.

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar