Policial Sem categoria Violência contra a mulher

PM é preso suspeito de estuprar adolescente em Caldas Novas

IMG-20210406-WA0084

Um soldado da Polícia Militar (PM) de Goiás, 33, foi preso e autuado em flagrante suspeito de ter estuprado uma adolescente de 17 anos em Caldas Novas. Autor e vítima, que era virgem, se conheceram e trocaram contatos na piscina do hotel onde estavam hospedados no último final de semana.

O pai da adolescente foi quem encontrou, no final da tarde de domingo (4), a filha chorando, e com sangue nas pernas, na escada do hotel onde eles estavam hospedados, no Bairro dos Turistas II. A garota, que estava sendo procurada pelos pais há mais de meia hora, revelou que, após marcar encontro pelo celular para se despedir do homem, foi levada a força para a escadaria, onde acabou sendo estuprada.

Poças de sangue foram encontradas no local. o pai então procurou a administração do hotel e acionou a PM.

Os policiais que foram ao local tiveram muitas dificuldades para identificar o agressor, já que como os quartos são alugados diretamente pelos próprios proprietários, o hotel não tem nenhum controle com o registro de entrada e saída de hóspedes, ficando o porteiro responsável apenas por entregar e receber as chaves na saída dos turistas.

Com a numeração e letras da placa do carro usado pela pessoa que havia passado o final de semana no apartamento 405, porém, os PMs chegaram ao nome de um soldado que atualmente está lotado no 7º BPM, no Jardim Europa, em Goiânia. O Nome do investigado não será revelado.

Localizado e preso na capital pelos próprios colegas de farda, o PM foi levado para a Delegacia de Caldas Novas, onde acabou autuado em flagrante por estupro. Além do laudo que comprova que a garota estuprada era virgem, policiais também recolheram a válvula da descarga do apartamento onde o PM ficou hospedado, peça que continha digitais do suspeito.

Mensagens printadas no celular da vítima e entregues à Polícia Civil, mostram que o soldado insistiu várias vezes para que a garota fosse se despedir dele no elevador. Como o nome do suspeito não foi divulgado não conseguimos contato com a defesa dele, mas o espaço está aberto, caso esta queira se pronunciar.

A Corregedoria da PM também acompanha o caso.

Fotos: reproduçãoIMG-20210406-WA0085

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar