Comportamento

Goiás é o estado com a maior proporção de consumidores de refrigerantes, diz IBGE

refrigerante-2

Estudo mostrou ainda que um a cada quatro moradores consome bebida alcoólica pelo menos uma vez por semana. Em relação ao tabaco, 12% dos habitantes fumam diariamente

Goiás é o estado com a maior proporção de consumidores de refrigerantes do país, ganhando de São Paulo e Rio de Janeiro, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, 15% dos habitantes relataram, em 2019, que consomem o produto regularmente em cinco ou mais dias da semana.

O estudo foi divulgado na quarta-feira (18) e faz parte da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Segundo o IBGE, atrás de Goiás, a maior proporção de jovens e adultos que consomem refrigerante em cinco ou mais dias da semana está em São Paulo (13,3%) e no Rio de Janeiro (12,1%).

De acordo com o estudo, homens consomem mais refrigerante que mulheres em Goiás. No comparativo por faixa etária, a maior proporção é de jovens com idade entre 18 a 24 anos. Já se considerado o nível de escolaridade, a maioria dos entrevistados tem o ensino fundamental completo e médio incompleto.

No estado, 13,5% das pessoas relataram consumir suco de caixa, lata ou refresco em pó regularmente. O perfil é o mesmo dos que consomem mais refrigerante.

A pesquisa mostrou ainda que o goiano não tem o hábito de consumir frutas e hortaliças, já que apenas 14,7% da população respondeu que consome a quantidade recomendada – pelo menos 25 vezes por semana. Ainda assim, Goiás é o quinto estado com o maior consumo do país, que ficou com média 13%.

Bebida alcoólica e cigarro

A pesquisa avaliou ainda que uma a cada quatro pessoas consome bebida alcoólica pelo menos uma vez por semana em Goiás.

Na análise por faixa etária, a proporção de pessoas com mais de 18 anos que costumam consumir bebida alcoólica uma vez ou mais por semana foi de 25,8%, índice pouco abaixo do nacional, 26,4%. No comparativo por sexo, homens são os que mais bebem, com 34,9%. Cerca de 20% dos homens disseram ainda que já dirigiram logo após beber.

Em relação ao cigarro, a proporção de goianos fumantes é de 12,2%, sendo o sexto maior estado nesse quesito. A a média no país ficou em 11,4%. Os homens são maioria. Mais de 20% das pessoas com baixo nível de escolaridade fumam tabaco diariamente. O IBGE avaliou que 10,3% da população não fumante está exposta ao fumo passivo em casa.

Fonte G1 Goiás

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar