Policial

OPERAÇÃO LEÃO DE NEMEIA TEM NOVA ETAPA

IMG-20201112-WA0049

O Ministério Público de Goiás e a Polícia Civil deram continuidade, na manhã de quarta-feira (11), à Operação Leão de Nemeia. Foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa onde moram o dono da Ipop – Cidades e Negócios, empresa acusada de realizar pesquisas fraudadas em Goiás, Márcio Rogério Pereira Gomes, a esposa Lúcia Fernandes Pacheco Pires e a enteada Priscila Pacheco Pires Rodrigues, que também passaram a ser investigadas. Foram apreendidos documentos ligados à investigação e celulares na residência em Goiânia, onde só estavam o casal Márcio e Lúcia. O promotor Douglas Chegury informou que os objetos vão passar, agora, por análise do Ministério Público na segunda fase da operação. “Também pedimos e o juiz autorizou novas quebras de sigilo bancário e telefônico, principalmente das novas investigadas”, relata. Segundo o promotor, a esposa e a enteada também atuavam na negociação de venda das pesquisas fraudadas para os candidatos no interior do Estado. De acordo com a investigação, há notas fiscais relacionadas às movimentações emitidas no nome de Lúcia. Já Priscila foi denunciada, porque fez contato com pretensos contratantes.

Fonte: O Popular

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar