Religião

A SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA HUMANO

IMG-20200430-WA0030

A Bíblia diz claramente que somos todos pecadores; esse o problema humano. Ela afirma que ninguém se livra do pecado por si mesmo. Nenhuma pessoa pode libertar-se de seus pecados por boas obras, práticas de ritos religiosos, dogmas ou fervor espiritual.

A salvação eterna do pecado está somente na pessoa e obra do Senhor Jesus Cristo. Pedro afirmou claramente mente em Atos 4.12: “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”.

Jesus é Deus que se tornou homem para salvar os pecadores. Ele, sem pecado, deu Sua vida na cruz do calvário e pagou o preço pelo pecado. Ele é a expiação substitutiva e suficiente para a justificação e reconciliação de qualquer pessoa com Deus, o Pai. Ele se tornou o único mediador entre o homem e Deus. Paulo declarou em 1 Timóteo 2.5: “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus”.

O “evangelho” então é a simples e pura mensagem de “boas novas”, de que ainda que todos os pecadores estejam condenados eternamente, mas aos que reconhecerem e se arrependerem de seus pecados, crendo na Pessoa e na obra substitutiva de Cristo na cruz, esses serão eternamente salvos.

Jesus afirmou em João 3.17,18: “Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus”.

Assim, Deus ordena que você se arrependa de seus pecados e deposite sua fé somente em Jesus. Somente Ele pode lhe salvar.

Jesus é a solução divina e definitiva para o problema humano, o pecado.

 

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar