Religião

Palavra do Dia: a vida com Jesus e sem Cristo

images (9)

“Tenho grande tristeza e constante angústia em meu coração. Pois eu até desejaria ser amaldiçoado e separado de Cristo por amor de meus irmãos, os de minha raça” (Romanos 9:2-3)

O apóstolo Paulo tinha algo essencial para o evangelismo eficaz: uma responsabilidade dada por Deus por aqueles que não conhecem Jesus Cristo.

No caso dele, a responsabilidade era pelo seu próprio povo, os Judeus.

Ele se importava.

Isso o queimava por dentro.

O General William Booth, fundador do Exército da Salvação, disse certa vez que o seu desejo era, se fosse possível, deixar seus estagiários do evangelismo suspensos no inferno por 24 horas.

Dessa forma eles poderiam ver a realidade que aguarda aqueles que não conhecem Jesus Cristo.

Isso fora necessário para Paulo, que falou do seu amor e paixão ardente para os incrédulos.

Acho que isso está lá para nós nas Escrituras para que não nos tornemos tão obcecados em nossas próprias lutas e crescimento espiritual que nos esqueçamos das pessoas que precisam conhecer Cristo.

Acho que Paulo faz uma declaração incrível em Romanos 9 quando diz, em essência: “até desejaria ser amaldiçoado e separado de Cristo por amor de meus irmãos.” Essa é uma declaração muito impactante.

Como crentes, você e eu temos uma responsabilidade para com os que estão fora da igreja – aqueles que estão fora da fé.

Se o amor de Deus está realmente trabalhando em nossas vidas, isso deve nos motivar a fazer algo por Ele.

Você tem uma responsabilidade dada por Deus por aqueles que não conhecem a Jesus Cristo?

Se não, você quer ter?

Se você orar para que Deus lhe dê essa responsabilidade, tome cuidado.

O resultado pode ser mudança de vida.

E você poderá se surpreender com a rapidez com que Ele lhe responderá.

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar