Celebridades Policial

Neymar será investigado por publicar fotos de mulher nua na internet

WhatsApp-Image-2019-06-02-at-13.58.28-1-450x300

A Polícia Civil do Rio de Janeiro foi à Granja Comary, em Teresópolis, em busca do jogador neste domingo (02/06/2019), mas ele não foi encontrado.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) foi à Granja Comary, na manhã deste domingo (02/06/2019), para ouvir Neymar Jr. sobre o compartilhamento de imagens da mulher que o acusa de estupro. No entanto, no momento da visita, o jogador ainda não havia chegado ao centro de treinamento da Seleção Brasileira.

A 110ª Delegacia de Polícia (Teresópolis) fez um registro administrativo, no início da manhã, e foi ao local de concentração do time. O caso foi transferido para a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que vai instaurar um inquérito nesta segunda-feira (03/06/2019). A notícia foi publicada pelo Globo Esporte.

Neymar Jr. será investigado pelo artigo 281-C da lei de importunação sexual e divulgação de cena de estupro. Além disso, terá o telefone celular periciado.

O jogador se atrasou para a reapresentação marcada para as 11h30, no centro de treinamento. O atacante desembarcou depois do horário na Granja Comary, em seu helicóptero particular, e estava acompanhado por Thiago Silva, Daniel Alves e Arthur.

O que diz o artigo 281-C do Código Penal:
Oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia.

O crime prevê pena de prisão de 1 a 5 anos, com aumento de até 2/3 da pena, caso o crime seja “praticado por agente que mantém ou tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou com o fim de vingança ou humilhação”.

Apesar de ter apagado informações como o rosto e o nome da mulher, data das conversas e número de telefone, Neymar compartilhou com o mundo imagens dela sem roupa.

Portal Metrópole

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Adicionar comentário

Clique para comentar